Bar e Botequim Aldeia da Lapa – Rua do Lavradio – Rio de Janeiro

Bar e Botequim Aldeia da Lapa – Rua do Lavradio – Rio de Janeiro

Antes de sair de casa, veja aqui fotos, vídeos e nossa opinião sobre o Bar e Botequim Aldeia da Lapa, na Rua do Lavradio, n. 192, Lapa – Rio de Janeiro, quase esquina com a Mem de Sá.

Como ainda é novo, inaugurado em março de 2011, ainda não há site. Mas o telefone de lá é (21) 2242-0123. Se estiver de taxi, basta dizer ao taxista para te deixar na esquina da Mem de Sá com a Rua do Lavradio. Vindo dos Arcos da Lapa, na Mem de Sá, quando chegar na esquina com a Lavradio desça poucos passos à direita e logo verá o Aldeia da Lapa à sua esquerda.

Como dito acima, inaugurado em março de 2011, no mesmo ponto em que ficava o Botequim Informal da Lapa, o Bar e Boteco Aldeia da Lapa é uma excelente opção para quem quer fugir da multidão daquela famosa esquina e, mesmo assim, quer curtir aquela energia maravilhosa que exala indiscriminadamente no ar.

Fomos em uma sexta-feira e chegamos lá por volta das 21:00. Todos os outros bares da esquina da Mem de Sá com a  Rua do Lavradio já estavam lotados. De cara já curtimos o astral do Aldeia da Lapa e decidimos sentar por lá mesmo.

Como estava bem frio e com risco de chover, preferimos sentar do lado de dentro. Entretanto, para quem quiser presenciar o movimento da rua, ficar do lado de fora é uma opção bacana.

O bar não é grande, tem uma decoração na medida certa, paredes sem reboco que remete aos tempos mais remotos – daqueles em que se tomava cerveja com chapéu  e terno -  e o essencial e fundamental… ali sente-se intensamente o clima boêmio da Lapa.

No segundo andar há apenas uma mesa e o espaço em que tocam os músicos convidados. Há ainda um mezanino com algumas mesas que ficam em um andar ainda mais acima do palco.

Nos sentamos e pedimos uma cerveja em garrafa, claro. Chegou bem rápido e gelada. Não muito, mas ainda gelada. O preço é bem razoável em comparação aos preços praticados na Zona Sul, Barra e Recreio.

Logo em seguida, subiram ao palco o Marcos Novatto e seus companheiros para tocar um sambinha ao vivo e deixar o clima ainda mais bacana. Tenho que confessar que no começo a música estava muito alta – apesar da excelente qualidade do som apresentado por eles -  o que atrapalhava um pouco a conversa em nossa mesa. Mas, um pouco depois, o volume foi ajustado e ficou perfeito. Daquele jeito em que você escuta bem os músicos e não atrapalha a conversa da mesa.

Abaixo, um video de Marcos Novatto e seus companheiros.

Ah, e quem quiser entrar em contato com o Marcos Novatto é só entrar nesse site aqui www.marcosnovatto.com.br que lá tem todas as informações, ok?

Logo de início, junto com as cervejas em garrafa, pedimos uma porção de pastéis sortidos e escolhemos metade carne seca e metade camarão. Em nossa opinião os pastéis têm que melhorar um pouco. Estavam gordurosos e um pouco “massentos“, digamos assim.

O atendimento é ótimo, até porque o espaço é pequeno e são muitos garçons, assim, quase toda hora tem algum passando ao lado de sua mesa. O melhor é que você pode pedir para qualquer um que todos te atendem como se sua mesa fosse de responsabilidade deles. Isso, como sempre ressaltamos por aqui, é excelente e essencial para um bom atendimento.

Cervejas e cervejas depois, a fome apertou e pedimos o cardápio. Resolvemos ousar um pouco e pedimos uma porção de moela (Moela Alcoolizada). E não é que acertamos em cheio! Estava simplesmente sensacional! Muito gostosa e saborosa. Preço bem em conta. Chegou rápido, bem apresentada e com uma porção de pães que matou em cheio a nossa fome e a vontade de comer um petisco bem típico e característico de boteco.

Parabéns ao Bar Aldeia da Lapa por não temer em apresentar opções não tão populares, mas mesmo assim sensacionais!

Percebam que nas fotos acima a moela já está quase no fim, já que nos lembramos de tirar fotos quando já tinhamos matado um pouco a fome que estava – desculpem o pleonasmo – nos matando.

Antes de finalizar, temos que dizer que um pouco antes de irmos embora (por volta da meia noite)  a cerveja já estava quase quente. Percebemos – nos corrijam se estivermos errado – que tinha somente um freezer em que as cervejas estavam sendo geladas e servidas, assim, de tanto abrir e fechar durante a noite, as cervejas foram ficando cada vez mais quentes. O ideal era se o Botequim Aldeia da Lapa tivesse mais freezers para que isso não acontecesse e a qualidade do lugar se estendesse até o fim, assim como foi no começo.

Antes de terminar, seguem aqui alguns videos que retratam com fidelidade o clima e o ambiente de lá.

Pablo, o nome desse nosso grande amigo alegre aí em cima é Pablo.

Poxa, a Lapa é simplesmente um dos lugares mais sensacionais e legais que conhecemos. Aquela esquina em específico é o coração da Lapa, em nossa opinião. Chegar bem ali, poder se sentar tranquilamente, ter um atendimento bom, ter tranquilidade para tomar as suas cervejas, escutar um som de primeira e ainda não ser assaltado pelo próprio estabelecimento (já que os preços do Bar Aldeia da Lapa são bem justos) é uma das melhores experiências que um boêmio pode ter!