Quiosque Pesqueiro – Barra da Tijuca

Quiosque Pesqueiro – Barra da Tijuca

Veja aqui fotos e nossa opinião sobre o Quiosque Pesqueiro, na Barra da Tijuca – Rio de Janeiro. O telefone de lá é (21) 7894- 9278; 24*12145 e 8234-8506 e o site www.pesqueiroecogourmet.blogspot.com.

O Pesqueiro fica localizado no começo da Reserva, bem no final da Barra, sentido Recreio. Fica quase em frente a uma lombada eletrônica no início da praia da Reserva. Bem diferente de todos os outros quiosques do Rio de Janeiro,  que em sua grande maioria são desestruturados, servem as mesmas coisas, sujos e que não oferecem diferencial algum (com exceção do Pepê e o Rico que têm outra proposta e dos novos quiosques de Copacabana), o Pesqueiro se diferencia dos outros por oferecer uma estrutura bacana, vários garçons, muitas mesas, cerveja em garrafa e bastante opção de comida.

Com certeza é o quiosque mais bem estruturado do Rio de Janeiro, até mesmo do que os quiosques de Copacabana, além de oferecer – às vezes – música ao vivo com bandas bem bacanas.

Acompanhamos a evolução do Pesqueiro desde o início e tiramos o chapéu para o que eles conseguiram. Apostaram em um mercado complicado em que o vento, o frio e a chuva atrapalham bastante, colocaram vários ombrelones para proteger os clientes da chuva e uma “cortina” de plástico transparente para proteger do vento. Fecharam toda a praça (que é composta de 2 quiosques) e se dedicaram em oferecer um atendimento diferenciado e profissional.

Com esse diferencial, não foi difícil se destacar da concorrência fraca dos outros quiosques da Barra e Reserva, se tornando o quiosque mais cheio e, como dissemos, estruturado do Rio de Janeiro.

Durante o dia, oferecem atendimento na areia e várias barracas, o que deixa o espaço na frente do Pesqueiro sempre cheio. Durante a noite, atrai tanto aqueles que vão diretamente para se divertir por lá mesmo, quanto aqueles que saem das baladas e terminam de beber ali. Lembrando que o Pesqueiro atende 24 horas.

Várias vezes passamos bem cedo na frente do Pesqueiro e vimos gerreiros super animados ainda por lá tomando a saideira da noite e terminando a quebradeira em frente à praia vendo o nascer do sol. Simplesmente lindo, por sinal!

Mesmo assim o Pesqueiro não nos cativou. E os motivos são simples. Primeiramente não nos familiarizamos com o público, que não é ruim, apenas não é o nosso estilo. Segundo e o mais importante, o Pesqueiro é hiper caro. O preço, para nós, é totalmente desproporcional. Para se ter uma ideia, a cerveja em garrafa – Itaipava – custa R$8,00 e os pratos têm preços de restaurante 5 estrelas. Por isso, nem podemos falar que a comida é boa ou ruim, se vale ou não o valor cobrado, simplesmente não pedimos. Na realidade, fomos duas vezes. Na primeira estava bem cheio e fomos embora e na segunda, dia chuvoso, sentamos, pedimos uma cerveja, vimos o preço e fomos embora.

Mas o bom da diversidade é que a opinião de uns não é a mesma de outros e os lugares que agradam alguns, às vezes, não agradam outros. Não estamos dizendo aqui que o Pesqueiro é ruim, muito pelo contrário, é excelente! Apenas não estávamos dispostos a pagar o que é cobrado por ali e não é o estilo da galera que procuramos. Como dissemos, o Pesqueiro é de longe o quiosque mais bem estruturado e bem servido do Rio de Janeiro, entretanto, não podíamos dizer aqui que fez o nosso estilo, só isso!

Esse é aquele  post em que os comentários serão mais importantes do que nossa opinião, portanto, pessoal, digam aí o que acham de lá que, com certeza, terão mais importância do que tudo o que falamos até aqui.